FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado

DETALHES

Luxo & Beleza/ Beleza

Silvio Passarelli

Costuma-se dizer que a idéia de “luxo” alcança-se com detalhes.

A maioria dos empresários, quer sejam eles produtores de produtos, ou serviços, sentem-se atraídos em participar do que convencionamos chamar de mercado de luxo.  Esmeram-se na criação de detalhes.

Esta atração deriva dos preços mais elevados destes produtos.

O raciocínio é pueril. Se os preços são mais elevados, as margens são, como consequência, maiores.

Ledo engano. O volume de detalhes e, como consequência, de custos para implementá-los anula, na grande maioria das vezes, os benefícios especiais dos preços altos.

Os resultados das empresas de luxo, é semelhante ou até menor, que os outros setores da economia.

Produzir luxo é desígnio. Prazer em obter a excelência e, apaziguar uma personalidade marcada pelo perfeccionismo.

Produzir luxo é, acima de tudo, um enorme prazer.

Luxo

Luxo & Beleza/ Beleza

Silvio Passarelli

O SENHOR DO TEMPO

Já tive a oportunidade de ouvir, em mais de uma oportunidade, uma alusão direta ao fato de que ter tempo, no mundo contemporâneo, é um verdadeiro luxo.
O tema é polêmico por natureza, e a  maioria acaba confundindo tudo.
Um bem de luxo é algo material. Deve possuir bom design, materiais de alta qualidade, zero defeitos, tradição e exclusividade.
Já, um serviço de luxo, é uma ação humana visando satisfazer uma necessidade do consumidor. São atributos de um serviço de luxo: a utilização de  equipamentos adequados, de insumos de ótima qualidade, a qualificação excepcional do agente prestador além, óbvio, de um agente de qualidade entre o cliente e o  fornecedor do serviço.
Quando falamos que o tempo disponível é um luxo, não estamos falando que ele é um bem ou serviço e, sim, que ser dono do próprio tempo é um comportamento que sai fora do lugar comum das centenas e milhares de pessoas.
Controlar a  própria agenda, renunciar ao rosário de compromissos, muitas vezes inúteis, urdidos por patrões, amigos ou familiares, é um salutar comportamento dotado de generosidade.
Ao controlar a própria agenda o  homem atinge elevado grau de  liberdade, e dá provas cabais que consegue renúncias e prazeres em elevadas proporções.
O ato discricionário de escolher os compromissos, de estabelecer uma prioridade segundo critérios emocionais, dignifica o comportamento humano e o leva a condição de senhor das coisas e, senhor do tempo.
E, neste sentido, podemos afirmar que, dominar o tempo é um comportamento de luxo.

Anterior Próximo 1 

Luxo & Beleza/ Beleza

DETALHES

Silvio Passarelli

Posts mais populares

Luxo & Beleza

- DETALHES
postado em 03/07/2013, por Silvio Passarelli.

Luxo & Beleza

- Luxo
postado em 29/11/2012, por Silvio Passarelli.





© Copyright 2002/2012 FAAP - Todos os direitos reservados